Usuário:
Senha:
Esqueci minha senha


      Pesquisa avançada


Grupo do Catecumenato Vídeos do Catecumenato Mapas do Catecumenato Siga-nos no Twitter
  
Catecumenato


Publicações


Serviços


Especiais


Para Refletir e Viver : "Felizes os não-violentos, porque herdarão a terra" (Mt 5,5)
em 01/08/2009 21:50:00 (830 leituras)

A terceira bem-aventurança, fala de um assunto muito atual. Este versículo, é mais conhecido como "bem-aventurados os mansos". Diante de tanta violência, Jesus exalta as pessoas não-violentas. Este trecho, parece inspirado no Salmo 36, onde se coloca o problema de pessoas honradas que, por causa de gente malvada e poderosa, viram-se desprovidas de suas terras e de seus bens. A reação natural, como diz o Salmo, é deixar-se tomar pela indignação e adotar atitudes violentas. Entretanto, o Salmo aconselha:

"Deixa a Ira, abandona o furor,
não te irretes: só farias o mal;
porque os maus vão ser extirpados
e quem espera em Iahweh possuirá a terra."
(Sl 36, 8-9)

No Salmo, é repetida sete vezes a idéia de "possuir a terra". Por conseguinte, a atitude que defende diante da injustiça é a de não-violência e de esperança em Deus. Jesus viveu numa época muito violenta e num país dominado pelos romanos, e falou muito em não-violência. Esta mensagem ganhava especial significado na Galiléia, onde, com freqüência, aconteciam movimentos revolucionários. Os "pacifistas", contrários à utilização de armas, eram malvistos, e até desprezados pelo povo. No entanto, Jesus os proclama felizes, porque está convencido que sua atitude é a única válida diante do grave problema das injustiças e porque eles compreenderão e aceitarão sua mensagem de "oferecer a outra face a quem te fere" e de embainhar as espadas, porque "quem pela espada mata, pela espada morre".

Mas o sentido desta bem-aventurança não se esgota aí. Em Mt 11,29, Jesus define a si mesmo como "manso" (praús), no contexto da não-violência religiosa. Jesus encontrou com freqüência gente que se sentia "subjugada e oprimida" pelo pesado jugo de normas e leis que lhe impunham as autoridades religiosas (escribas e fariseus), que "amarram fardos pesados e os põem sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos nem com um dedo se dispõem a movê-los" (Mt 23,4). Esta gente violenta, usa como arma normas e decretos. Jesus traz a idéia que Deus não quer oprimir, mas trazer um alívio. Por isso, ele oferece um jugo suave e uma carga leve (Mt 11,28-30).

Sabemos o quanto Jesus sofreu em razão disto, porque não observava o sábado, porque criticava as tradições dos fariseus, porque condenava os legalistas. Ele sabia, que quem adotasse a mesma postura também seria criticado e perseguido. Por isso, os anima proclamando-os bem-aventurados.



Outros Artigos
02/08/2015 21:01:12 - Calendário do 2º Semestre de 2015
23/02/2015 19:07:27 - Catequeses Quaresmais 2015
19/02/2015 09:04:32 - Convite para a posse
31/10/2014 14:40:00 - Calendário do 2º Semestre de 2014 - 2
12/09/2014 07:20:00 - Homlia do Shemá 2014 disponível
04/09/2014 00:00:00 - Calendário do 2º Semestre de 2014 - 1
27/03/2013 11:40:00 - Convite Tríduo Pascal 2013
27/03/2013 11:20:00 - Calendário 2013 - 1o. semestre - 1
07/03/2012 22:40:00 - Calendário 2012 - 1o. semestre - 1
03/09/2011 13:46:30 - Fotos do Tríduo Pascal 2011

Cadastre-se
Cadastrando-se, além de ajudar-nos a localizar todos que já fizeram o Catecumenato, você ainda receberá informações atualizadas de tudo o que acontece.


Bíblia e Pesquisa




 

Copyright © 2001-2010 Catecumenato. Todos os direitos reservados.